Saiba como escolher uma vodka

Por . em 29/05/2020

Vodka não é tudo igual, como dizem por aí. O gosto da bebida muda conforme o modo que ela foi destilada e a matéria prima que foi produzida: arroz, cevada, milho, trigo, centeio, ervas, figos, batatas. Todos esses ingredientes podem ser fermentados para virarem vodka.

Sua origem de produção, ingredientes selecionados e a água são os 3 pilares que indicam que uma vodka é boa. E é durante o processo de produção que se define a qualidade do produto. Mas afinal como faço para escolher uma vodka?

Existem 4 critérios principais na hora da escolha:

1- Preço

Neste primeiro tópico temos que levar em consideração o uso e a qualidade. Sim! o preço da vodka reflete em sua qualidade pois quanto mais barata, menos processos de destilação e purificação ela passou. Por isso, caso esteja em busca de qualidade, o preço pode te ajudar a fazer uma boa escolha.
Se você quer fazer um coquetel e vai usar a vodka como ingrediente, os rótulos que não muito caros pode satisfazer perfeitamente suas necessidades. Por ser uma bebida de sabor neutro a maioria das pessoas não consegue diferenciar por marca ao misturar com outros ingredientes de um drink.

2- Região

Nesta categoria, a Rússia e a Polônia são as terras das vodkas e por isso você sempre vai encontrar interessantes opções vindas desses países. Mas as vodkas da Europa ocidental (França, Suécia, Itália e Holanda) e dos Estados Unidos e Inglaterra também tem grande destaque nesse mercado.

Polonesa: É considerada pela sua pureza e suavidade, pois possui um leve aroma doce e é mais suave que as demais. Tem seu sabor mais acentuado e adocicado temos como exemplo as marcas Belvedere e Wyborowa.

Ocidental: É uma das vodkas mais puras, quase sem sabor ou aroma assim como a marca holandesa Ketel One, a suéca Absolut, as francesas Cîroc e Grey Goose.

Russa: É a mais comum e conhecida, que guarda um aroma e sabor mais marcante e forte. Aquele que traz a sensação de queimação na garganta podemos citar como exemplo as marcas Smirnoff e a Stolichnaya.

3- Matéria-prima

Observe também quais ingredientes foram usados na preparação da vodka. Vodkas mais baratas tendem a ser produzidas com uma combinação de ingredientes abundantes, então confira se a mesma foi preparada com um mix de grãos e cereais ou apenas com a fermentação de um único produto. De preferência as vodkas feitas de um único ingrediente.

4- Destilação e Filtragem

A destilação da vodka é feita em altas temperaturas. Dessa forma, minimiza-se os sabores e odores da matéria-prima usada, gerando um líquido puro e de alta concentração alcoólica. A destilação é apresentada nos rótulos como uma medida de qualidade e pureza; quanto maior o numero de vezes a vodka for destilada maior será o equilíbrio de pureza e sabor tornando-a assim mais suave.
Em geral, são feitos de 2 a 3 ciclos de destilação, mas algumas usam o processo de destilação contínua, um dos mais eficientes para produzir um destilado extremamente puro.

Quer uma diversidade de rótulos para avaliar qual é o melhor para sua ocasião? Então acesse nosso site e se divirta! Acesse www.imigrantesbebidas.com.br

Comentários
0 Comentários
Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas